Proteja uma Nascente - Palmas/PR

Preocupado com as questões ambientais e de preservação da natureza, em setembro de 2015 o vereador Edson Kemes, do município de Palmas, deu início ao projeto Proteja Uma Nascente, que visa a preservação de nascentes com o plantio nas Áreas de Preservação Permanentes (APPs) em conjunto com a técnica artificial de proteção conhecido como "solo-cimento".

 

Objetivos

- Identificar as nascentes de rios, riachos, córregos e lagos existentes do município e catalogá-las;

- Promover a recuperação das nascentes situadas em áres privadas ou públicas;

- Promover diálagos com pessoas físicas ou jurídicas e entidades públicas e privadas que se interessem em apoiar e colaborar seja com doação de materiais, mão de obra, recursos financeiros ou extensão do projeto com vistas a promover a continuidade e replicação do projeto em outros municípios do estado;

 

No início

O primeiro passo tomado para que a ideia pudesse se concretizar foi o contato com o Departamento de Meio Ambiente da prefeitura da cidade, com intutito de buscar autorização para implantar o projeto.

Tendo conseguido não só a autorização, mas também o apoio da prefeitura através da doação de mudas nativas, em julho de 2015 foi instituido oficialmente o projeto Proteja uma Nascente, por meio da Lei municipal 2.308/2015.

Foi nesse momento que as atividades iniciaram. A primeira etapa, de busca e catalogação das nascentes existentes, começou em propriedades cujos donos eram conhecidos do idealizador, sendo que em algumas propriedades as nascentes eram até mesmo desconhecidas pelos donos.

Em seguida, com as nascentes mapeadas  autorização dos proprietários eram realizadas, quando necessário, a restauração florestal das áreas, por meio do plantio de mudas nativas.

Nascente1
Nascente da água

Esse trabalho era feito no início apenas pelo vereador, sua família e o proprietário da área, que disponibilizavam parte dos seus fins de semana para os trabalhos no projeto. O único apoio externo recebido era a doação de mudas por parte da prefeitura de Palmas.

 

Ampliação do projeto e apoios externos

 

Com a aceitação do projeto pelos proprietários do município e visando expandi-lo a fim de promover a purificação da água das nascentes, deu-se início, juntamente com o plantio nas matas cliares, à proteção de nascentes com a técnica de solo-cimento. 

A ação voluntária dos envlvidos fez com que o projeto fosse ganhando notoriedade e recebendo cada vez mais apoio externo. Entidades como o Colégio Estadual Dom Carlos, o IFPR Campus Palmas, Colégios SESI, Colégio Estadual Sebastião Paraná, Lions Clube, Rotary Clube de Palmas e diversas empresas da iniciativa privada começaram a participar das ações de recuperação, auxiliando no plantio de mudas e com a doação de materiais, mantendo-se sempre a essência voluntária do projeto.

Alunos1
Alunos do SESI em atividades do Proteja uma Nascente
Reserva ambiental1
Reserva ambiental do projeto Proteja uma Nascente

 

Com a iniciativa, desde 2015, já foram 87 nascentes protegidas por meio da técnica artificial, sendo que dessas, 50 também receberam o plantio de espécies nativas no entorno das nascentes, totalizando o plantio de mais de 20.000 mudas.

Em 2019, foi inaugurada a “Reserva Ambiental do projeto Proteja uma Nascente”, uma área que preserva um remanescente de 4 ha de vegetação nativa e atende a comunidade para atividades de educação ambiental e pesquisa, coordenada pelo idealizador do projeto Edson Kemes.

 

Técnica solo-cimento

A técnica de solo-cimento consiste na construção de um reservatório na forma de caixa ao redor da nascente, preenchida internamente por pedras e externamente com paredes construídas com a massa solo-cimento que, revestindo as pedras, dão forma final a estrutura. A massa que recobre o reservatório é constituído de solo, cimento e água, numa proporção que varia de 3 a 4 partes de solo para uma parte de cimento e água adicionada até que seja obtida a consistência adequada. Essa mistura, quando seca, apresenta boa resistência à compressão, bom índice de impermeabilidade, baixo índice de retração volumétrica e boa durabilidade, conferindo a massa condições adequadas ao trabalho de proteção de nascentes (EMATER, 2015). Os procedimentos realizados são apresentados a seguir.

 

1
Nascente da propriedade antes de ser realizada a proteção
2
Preparo da área: é preciso limpar o entorno e esgotar a nascente
3
Esgotamento da nascente para encontrar o olho da água

 

4
Assentamento dos canos de abastecimento e preenchimento com pedras
5
Revestimento da caixa de proteção
6
Finalização do trabalho com o revestimento solo-cimento

 

8
7

 Todas as nascentes finalizadas levam o nome dos envolvidos, data e número da nascente protegida pelo Projeto

 

O trabalho de proteção de nascentes a partir do solo-cimento utiliza materiais de fácil aquisição, baixo custo e é de fácil aplicabilidade, tornando-o uma alternativa viável para a melhoria da qualidade da água de abastecimento de propriedades rurais.

A função principal deste trabalho é o de impedir a contaminação da água por enxurradas, por partículas de poeira trazidas pelo vento, por restos vegetais e animais e pelas próprias partículas do solo, provinientes de desmoronamento, o que permite a obtenção de água com qualidade adequada ao consumo. Ainda assim, é recomendado que se realize um monitoramento das condições da água, através de testes de potabilidade.

 

Prêmio

 

Em 2017, a Câmara de Vereadores de Palmas recebeu o Selo Sesi ODS 2017, na categoria Poder Público, pelo projeto Proteja uma Nascente. O Prêmio é uma oportunidade de reconhecimento para indústrias, empresas, instituições de ensino, públicas e organizações da sociedade civil que estão atuando em prol dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), agenda da ONU para ser implementada por todos os países até 2030.

Selo sesi
Em 2017, o projeto idealizado por Edson Kemes ganha o selo SESI ODS

 

A ideia agora é dar continuidade e expandir esse importante projeto para outros municípios do estado, ampliar o número de apoiadores e voluntários e dessa forma difundir os valores de proteção à natureza e conscientização ambiental, principalmente no meio rural.

Se você tem interesse em saber mais sobre a proteção de nascentes à base de solo-cimento, pode acessar o material produzido pela EMATER, aqui.

Para ter acesso à lei municipal que institui o projeto Proteja uma Nascente em Palmas, clique aqui.

Para apoiar o projeto entre em contato com a Câmara de Vereadores de Palmas.